• Login
Card image cap
22
maio

OS ANJOS - ACALMANDO UM CORACAO FERIDO.





Por Ann Albers.



Eu fui para uma longa e bela caminhada neste fim de semana. Foram cerca de 12 milhas na beleza pura e intocada da natureza. A paz fazia um forte contraste com as notícias de crimes de ódio, tiroteios e guerra. Eu me senti em outra realidade. 


Vibracionalmente falando, eu estava.


Longe da trilha, eu estava conversando com outro caminhante que se juntou a mim, quando ouvimos gritos cruéis no mato – gritos de raiva e ódio. Parecia que alguém estava tão furioso que estava pronto para matar quem quer que estivesse falando. Reduzimos a velocidade e caminhamos cautelosamente no riacho através da grama alta. Logo vimos uma mulher sentada em uma pedra no meio do riacho. Ela estava claramente em transe de drogas, furiosa com seus demônios ilusórios. 


Quando nos aproximamos, senti que seria melhor não assustá-la, então disse gentilmente: “Oi”.


“CALE-SE!” - ela se enfureceu comigo. Silenciosamente, pacificamente, abaixei minha cabeça em um estado submisso e comecei a emanar luz. A outra pessoa que caminhava comigo sabia fazer o mesmo. Nós dois tentamos transmitir apenas paz e compaixão. 


Concentrei-me na luz da mulher zangada que, no momento, estava enterrada e refém de sua dor. Continuei me comunicando telepaticamente com ela, “Eu vejo a luz em você”. 


Ao passarmos, sem pensar, olhei em seus olhos com imenso amor e compaixão, cruzei as mãos em uma pose de “Namastê” (que significa “O Divino em mim vê o Divino em você”), fiz uma reverência muito leve e passei silenciosamente. Eu não tinha premeditado nada disso. Surgiu naturalmente, e sem qualquer pensamento.


Enquanto eu olhava através de sua dor com amor, compaixão e profundo respeito pela sua alma, ela se acalmou completamente. Por apenas um instante, as janelas de sua alma se abriram. Eu vi uma lágrima em seus olhos. Eu vi sua dor e senti sua súplica para ser vista e amada. Senti os anjos comigo, olhando através dos meus olhos a pureza de sua alma, apesar de todas as aparências, pensamentos e ações. Meu companheiro e eu caminhamos sem incidentes. 


Alguns minutos depois, a pessoa voltou ao seu transe de raiva e voltou a gritar. Mesmo que apenas por alguns segundos, porém, na minha realidade pessoal, eu existi em um estado de amor divino e ela existiu em paz. Aquele momento de testemunhar sua alma e sua dor humana tocou profundamente o meu coração. Continuo rezando para que ela e todas as almas feridas conheçam o amor de Deus.


Acho que todos nós testemunhamos pessoas em nossas vidas ou em público, que nos desafiaram severamente e nos chamaram, como Darth Vader chamava Luke em Star Wars, para nos juntarmos ao “lado sombrio da força”. 


Alguns fazem isso intencionalmente nos provocando e sendo intencionalmente cruéis. Alguns fazem isso por suas próprias projeções ou reações tristes e dolorosas à vida. Todos estão sofrendo. Eu escolho não me juntar a eles em sua dor. Eu quero ficar no meu amor. Não posso controlar o comportamento dos outros nem sua relutância em andar em uma luz mais elevada, mas posso me esforçar para permanecer em um amor tão forte que a escuridão não possa tocá-lo.


Eu estou lá o tempo todo? Não. Estou lá cada vez mais? Sim. É preciso prática, perseverança e um compromisso com a própria felicidade pessoal. 


Podemos nos sentir amorosos, enquanto outros continuam a odiar? “Sim, por favor”, dizem os anjos. Muitas vezes na minha vida vi esse amor ao céu dissipar a dor e os comportamentos malucos.

Somos humanos. Só podemos fazer o nosso melhor. Somos encorajados a começar com amor e bondade por nós mesmos e depois expandir nosso amor por todas as almas. Podemos nunca ser perfeitos nisso, mas a cada escolha de nos voltarmos para o amor e sentimentos melhores, nós nos movemos para uma realidade mais elevada e mais feliz.


Em última análise, esse compromisso de amar quando os outros não podem ou não o fazem é o que acalma as tempestades, cura os corações e  eventualmente, interrompe as guerras.



Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a encontrar o amor novamente quando testemunhar comportamentos odiosos ou prejudiciais:


1. Ame-se primeiro.


Você é humano e é provável que haja uma reação condicionada ou física ao testemunhar um comportamento odioso ou prejudicial. Lutar/fugir está conectado a nossa biologia. A maioria de nós não aprendeu a ter compaixão por aqueles imersos na escuridão. Nenhum de nós gosta.

Portanto, é essencial amar a si mesmo primeiro se você quiser encontrar compaixão pelo outro. Diga a si mesmo algo reconfortante e verdadeiro, como: “Você não precisa gostar disso! Quem gostaria?” “Claro que você está chateado! Você quer um mundo mais gentil.” “Isso é horrível, mas vamos ver o que podemos fazer para ajudar

em nossa própria esfera de influência.”


Trate-se primeiro com bondade, não importa qual seja sua reação inicial. Mesmo se você cair em uma reação instintiva de ódio ou vingança, acalme-se um pouco de cada vez, para poder sair dessas

 vibrações dolorosas.


2. Encontre um pensamento e um sentimento melhor ou 

afaste a reação chateada.


Quando você testemunhar crimes de ódio, ou colegas de trabalho sarcásticos, não é bom ficar preso em sua reação inicial se for outra coisa além de compaixão ou indiferença a tais comportamentos… e você merece se sentir bem, não importa o que alguém esteja escolhendo.

Talvez você tenha que desviar sua atenção dos maus comportamentos e se concentrar em todo o bem em sua vida e nas pessoas boas que fazem coisas boas no mundo.

Talvez você possa orar.

Talvez você possa mostrar compaixão por aqueles que foram feridos e, se inspirado, fazer algo 

 para ajudar.



Talvez você seja guiado para fazer parte de uma solução mais profunda para o problema arquetípico.

Talvez você não consiga se livrar dos sentimentos ruins mentalmente. Nesse caso, você pode fazer alguma atividade física. Eu costumava fazer isso o tempo todo na minha juventude. Quando eu não conseguia me livrar de uma reação de sentimento ruim, eu passava aspirador veementemente, derrubando ervas daninhas selvagens no quintal ou exercícios extremos. Às vezes eu tinha uma casa muito limpa, quintal arrumado e corpo em forma!! Minha mãe costumava preparar o pão  batendo a massa com força no balcão quando algo a incomodava.


 Às vezes, não podemos nos convencer de um sentimento melhor, então temos que apenas eliminar a nossa tristeza de maneira saudável. Conheço clientes que praticavam boxe, batiam no saco de pancadas ou tinham o hábito de andar vigorosamente quando estavam chateados. Qualquer coisa para ajudar a mudar sua vibração para uma mais amorosa, de maneira saudável, funcionará!

E não se esqueça de orar pedindo ajuda para encontrar um sentimento melhor. Permita que a resposta venha à tona organicamente, qual reação seria melhor. Como os anjos têm dito muito ultimamente, quando você 

se sente bem, você sente Deus.



3. Seja um embaixador do amor. 



Não podemos controlar as ações dos outros, mas podemos propagar amor em vez do ódio, não ensinando ou pregando, mas sendo amorosos da menor maneira possível. Muitas vezes alguém sorriu para mim, exatamente na hora certa, e isso mudou todo o meu 

 dia. Eu fiz o mesmo para os outros.


Se alguém deixa cair alguma coisa e você a pega, sua fé na bondade humana pode ser restaurada. Se você acenar para alguém na sua frente no trânsito e lhe der um grande sorriso, é provável que ele faça o

 mesmo por outra pessoa.


Enquanto o ódio quer se propagar, podemos propagar amor e bondade.


Eu posso ter apenas acalmado uma alma odiosa e ferida por alguns segundos, mas plantei uma semente. “Você é bom. Você é luz. Você nasceu do coração de 

 Deus. Lembre-se…”

Não era meu chamado aconselhar, salvar ou corrigir este indivíduo. Não havia necessidade de me martirizar ou me colocar em perigo ao me envolver. Era apenas meu chamado, por um breve momento, ver através dos olhos da alma, com amor. Era realmente uma coisa simples… mas talvez, apenas talvez, esta semente eventualmente cresça e ajude a dissipar a dor.

Não podemos resolver o ódio sistêmico de uma só vez, mas podemos plantar sementes de bondade amorosa e assim nos tornarmos parte de uma onda de humanidade, comprometendo-nos a criar uma realidade maior 

 e mais amorosa.



Canal: Ann Albers


Fonte1: 

  https://www.visionsofheaven.com/




Fonte 2:  https://www.sementesdasestrelas.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Sementes2BDas2BEstrelas2BOs2BAnjos.png




http://ascensaoplanetaria.com.br

Youtube = Ascensão Planetária

Instagram = @asc3ensaoplanetaria

Telegram = Grupo de Estudos

Facebook = Grupo no Facebook


0 Comentario(s)

Comentar